sábado, 10 de novembro de 2012

Ética II - Graduação em Filosofia - aberto a todos


Curso de Ética 2 – Graduação em Filosofia – UFU
Prof. Alcino Eduardo Bonella (UFU/CNPq)

Disciplina de Ética II.

Disciplina obrigatória, sem pré-requisito ou co-requisito. Alunos de outros períodos da filosofia, alunos que já fizeram a disciplina e querem ver estes outros conteúdos, alunos de outros cursos, ouvintes e pessoas da comunidade em geral são todos sempre bem vindos!

Justificativa: 

Depois da introdução à ética teórica, na disciplina de ética 1, em ética 2 teremos uma introdução á ética prática, e veremos elementos fundamentais para uma bioética filosófica. Já em ética 1 vimos que a disciplina chega muito perto de questões práticas e políticas da vida humana. Mas em ética 2, ao abordarmos diretamente a ética prática, teremos uma introdução sobre como tratar filosoficamente de assuntos relevantes para a sociedade e para qualquer pessoa interessada em vários assuntos práticos que envolvam a ética e o valor da vida.

Ementa: 

O curso aborda fundamentos de ética, ou seja: aspectos essenciais, teorias clássicas e recentes, e argumentos interessantes sobre a dimensão normativa e valorativa da vida moral, e sobre a tal dimensão aplicada como guia a problemas morais vinculados ao ato de salvar ou tirar a vida.

Objetivos:
O objetivo central (1) será tratar de assuntos geralmente estudados na Bioética. (2) Conhecer algumas obras centrais de ética prática, especialmente obras de Peter Singer, Jeff McMahan e Tom Beauchamp/James Childress, obtendo uma visão coerente de ao menos parte de seu conteúdo, será outro objetivo em vista. Por último, (3) ajudar os alunos a elaborar um pensamento crítico sobre os temas, e escrever de maneira clara, distinta, e objetiva sobre tais problemas.

Conteúdos:
     
     1.      Introdução: alguns problemas.
     2.      Vida, morte e identidade.
     3.      Ética, racionalidade e intuições.
     4.      O uso de outros animais pelos seres humanos.
     5.      A pesquisa e o uso de embriões humanos.
     6.      Fetos humanos: o problema do aborto.
     7.      Recém-nascidos: o problema do infanticídio.
     8.      Autonomia e medicina: suicídio e eutanásia.
     9.      Quando e quanto salvar da morte: a pobreza absoluta.
     10.  Por que a justiça é importante: igualdade e saúde pública.
     11.  Futuro e futuras gerações: a moralidade climática.
     12.  Ciência e tecnologia.
           Apêndice 1: Ética e Religião.
           Apêndice 2: Novos problemas.

Metodologia: 

O curso mesclará exposição pelo professor, com estudos dirigidos breves, e discussões, de textos da bibliografia obrigatória, além de três seminários de análise do conteúdo visto em aulas.

Avaliação

Haverá duas provas individuais, sem consulta, mas preparadas em casa, valendo 35 pontos cada uma; e três seminários, cada um com um grupo principal e dois coadjuvantes, valendo 10 pontos cada um.

      a)      Seminário 1: tópicos 1 a 4 (10 pontos);
      b)      Seminário 2: tópicos 5 a 8 (10 pontos);
      c)      Prova 1: tópicos 1 – 8 (35 pontos);
      d)     Seminário 3: tópicos 9-12 (10 pontos);
      e)      Prova 2: tópicos 1 – 12 (35 pontos)

Exigir-se-a que as respostas da prova escrita atendam ao que é efetivamente solicitado pela questão. Exigir-se-a, na realização das questões, os seguintes critérios, todos contendo o mesmo peso: (i) domínio do conteúdo, (ii) clareza conceitual e objetividade, (iv) bom uso da língua e da argumentação. As questões são dadas antes da prova (7 dias), para que o aluno possa estudar em casa e fazer a prova sem consulta.

Bibliografia:
            
     a)     Obrigatória:

SINGER, Peter. Practical Ethics. (3ª ed.). Cambridge, Cambridge University Press, 2011. (há tradução, da segunda edição de 1993, pela editora Martins Fontes, 2006; e pela editora Gradiva, 2004. Além de algumas mudanças, a terceira edição contém um capítulo novo sobre o aquecimento global, e a retirada do capítulo sobre imigrações).

McMAHAN, Jeff. “Identity: Are we organisms?”; “Identity: the embodied mind account”; “Killing: Equality and Respect”; “Beginnings: early abortion & late abortion”. In: The ethics of Killing. Oxford, Oxford University Press, 2002. (há tradução – não muito boa – pela editora Artmed, 2011: conferir os sub tópicos selecionados para este curso).
BONELLA, Alcino E. Introdução à bioética. Uberlândia, s/e, 2013 (em preparação: será fornecido aos alunos um esboço dos capítulos deste livro).

     b)      Outras referências:

DeGRAZIA, David. “Prenatal identity: Genetic Interventions, Reproductive Choices”. In: Human Identity and Bioethics. Cambridge, Cambridge University Press, 2005.

ENGELHARDT, T. Fundamentos de Bioética. São Paulo, Loyola, 2004.

_______. Fundamentos de Bioética Cristã. São Paulo, Loyola, 2003.

FREY, R. G. & WELLMAN, C. H. (ed.). A Companion to Applied Ethics. Oxford, Blackwell, 2005. (tópicos selecionados vinculados à disciplina).

REGAN, Tom (ed.). Matters of Life and Death. (3ª ed.). New York, McGraw-Hill, 1993.

______. Jaulas vazias: encarando o desafio dos direitos animais. Porto Alegre, Lugano, 2006.

SGRECCIA, Elio. Manual de Bioética. I: Fundamentos e Ética Biomédica. São Paulo, Loyola, 2002.
_______. Manual de Bioética. II: Aspectos Médico-Sociais. São Paulo, Loyola, 2004.

SINGER, P. (ed.). “Applications”. In: A Companion to Ethics. Oxford, Blackwell, 1993. (há tradução para o castelhano, pela editora Alianza, 1995, e um exemplar se encontra na biblioteca).

KUHSE, Helga & SINGER, Peter (ed.) A Companion to Bioethics. Oxford, Blackwell, 2001.


Nenhum comentário:

Postar um comentário